À espera de transferências, pacientes morrem no Hospital Regional de Iguatu

Março 17, 2016 Sem comentários »

Pacientes graves que estão internados no Hospital Regional de Iguatu, na região Centro Sul do estado, não conseguem transferência para outros hospitais, é o que informam médicos, familiares e direção da unidade de saúde. A diretora do hospital, Graziele Matias, disse que vários pacientes morreram à espera de transferência. ” Desde janeiro, já perdemos várias pessoas pelo mesmo problema. Foram cinco óbitos registrados até o momento este ano, todas elas estavam a espera de uma vaga nos hospitais do Ceará, precisando serem transferidas e isto não aconteceu “, destacou.

O prefeito Aderilo Alcântara em entrevista a Rádio Liberdade 870 AM, falou sobre o problema, “ realmente existe isto, a dificuldade de se encontrar uma vaga para receber as pessoas de Iguatu e região que estão em estado grave, é algo inacreditável, são situações graves onde a demora está acarretando a morte de pessoas durante a espera. Pessoas estão realmente morrendo com a demora de se encontrar uma vaga nos hospitais de Fortaleza ou na região do Cariri”, disse.

À espera de transferências, pacientes morrem no Hospital Regional de Iguatu

A crise na saúde de Iguatu foi destaque na Assembleia Legislativa do Ceará através do deputado Agenor Neto, o parlamentar disse que, após dois anos do Governo Camilo Santana, não tem nenhuma notícia positiva para dar à população em relação a melhorias na saúde pública do Ceará, apesar do aumento na arrecadação de impostos.

“Camilo aumentou sua arrecadação em 6%, cerca de R$ 200 milhões a mais, porém, cortando investimentos na pasta da saúde, mais especificamente da região centro-sul. Cinco pessoas morreram somente esse ano no Hospital de Iguatu, esperando por transferência. Agora mesmo, temos um cidadão de Quixelô em situação crítica, precisando fazer hemodiálise, e não temos uma UTI para o tratamento”, relatou o parlamentar.

Para o deputado, é lamentável que muitas pessoas estejam morrendo por falta de equipamentos e medicamentos, enquanto o secretário da Fazenda busca recursos para a construção de um aquário.

“Nós não precisamos de mais obras, e sim de investimento nos hospitais já existentes. Na próxima sexta-feira (18/03), realizaremos um ato público em frente à Igreja Matriz de Iguatu para discutir a situação da saúde na nossa região. E eu conto com a presença da população e das lideranças políticas”, informou.

Homem pode perder um rim devido a falta de vagas em hospitais

À espera de transferências, pacientes morrem no Hospital Regional de Iguatu

O caso que chama a atenção em Iguatu é do paciente, Mauro José da Silva, que está a espera de uma vaga em hospitais do Ceará. Segundo os familiares, há cinco dias que ele foi cadastrado na Central de Regulação Estadual do SUS e nada acontece, “ o tempo está passando, não sabemos mais o que fazer, é algo que não acreditamos que está acontecendo, parece um pesadelo e ninguém faz nada, há cinco dias que procuram uma vaga em algum hospital e dizem que não existe, uma vergonha isto”, desabafa a irmã do paciente, Lúcia Rejane.

Mauro José foi diagnosticado com uma insuficiência renal aguda e possível pancreatite, o Drº Alfredo é o médico que está acompanhando o caso e falou para a reportagem do Iguatu.net sobre o assunto, “ realmente já a cinco dias que ele espera por alguma vaga em algum hospital no Ceará e até o momento a central de regulação não indicou isto, caso esta demora continue, e ele não tenha o tratamento correto, corre o risco de perder um rim”, disse.

À espera de transferências, pacientes morrem no Hospital Regional de Iguatu

O médico também afirmou que conhece pessoas que já morreram no HRI quando esperavam por alguma transferência para algum hospital, “ isto acontece realmente, conheço casos de pessoas que estavam em estado grave e que infelizmente devido a falta de leitos em outros hospitais que são especializados em áreas complexas, estes pacientes chegaram a falecer. É algo doloroso, porque ficamos de mãos atadas, sem poder fazer algo para mudar este quadro que infelizmente acontece”, finalizou.

Assista o vídeo onde a irmã do Mauro fala sobre o drama de viver esta situação:

 

Assunto Relacionado

Comente