PF diz à Justiça que investiga eventual participação de Lula

Fevereiro 5, 2016 Sem comentários »

BRAZIL-LULA DA SILVA-PRESSER

 

O documento é uma resposta a um pedido de esclarecimentos feito pelos advogados dos réus. Eles acusavam a Polícia Federal de manter um “inquérito paralelo” sobre os fatos investigados, mesmo após a instauração do processo judicial.

O delegado refutou a tese das defesas. Disse que concluiu a parte da investigação que dizia respeito à atuação de dois servidores: a ex-assessora da Casa Civil Lytha Spíndola e o ex-diretor de Comunicação Social do Senado Fernando Cesar Mesquita.

De acordo com Cajado, a denúncia que deu origem à ação em curso foi apresentada para respeitar prazos legais, uma vez que alguns dos acusados estavam presos.

“A instauração de novos inquéritos para apurar outras condutas ilícitas atribuíveis à organização criminosa, e até a participação de novos indivíduos à mesma não se trata de nenhuma ilegalidade”, escreveu o delegado.

O Povo Online.

 

Assunto Relacionado

Comente