Dilma volta a discursar no Congresso Nacional e é vaiada ao defender CPMF

Fevereiro 3, 2016 Sem comentários »

353eccd8514aa27f3c0b-fotoA presidenta Dilma Rousseff (PT) discursou, nesta terça-feira (2), na abertura do ano legislativo no Congresso Nacional e foi vaiada por parlamentares da oposição ao defender, mais uma vez, o retorno da CPMF. Em geral, a base governista tentou blindar a petista na Casa com aplausos, porém, ao falar sobre o imposto, as vaias encheram o congresso.

Dilma pediu que os parlamentares entendam a “excepcionalidade do momento” que vive o Brasil e aprovem a “melhor solução disponível para ampliar ,no curto prazo, a receita fiscal”. A petista deu ênfase à “estabilização fiscal” para a “retomada da economia” e controle da inflação.

Previdência

Sobre a reforma na previdência, Dilma defendeu mudanças nas regras “para preservar os direitos” dos trabalhadores. Segundo ela, a previdência representa 44% dos gastos e a expectativa  é que haja crescimento exponencial.

Embate político

Após um final de ano conturbado no Congresso, Dilma espera um 2016 em “clima de espírito de solidariedade”. Na ocasião, a presidenta se encontrou pela primeira vez com o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB), após o deputado ter dado início ao trâmite de impeachment na Casa. Dilma cumprimentou o parlamentar com um aperto de mão.

Quebra de protocolo

Normalmente, quem lê a mensagem do Executivo na ocasião é o ministro da Casa Civil, no caso, Jaques Wagner, porém, às vésperas do evento, Dilma decidiu ir pessoalmente à cerimônia como sinal de reaproximação com a Casa.

Do Ceará News

Assunto Relacionado

Comente