Fernandinho Beira-Mar é condenado a mais 120 anos de prisão

Maio 15, 2015 Sem comentários »

O traficante Luiz Fernando da Costa, mais conhecido como Fernandinho Beira-Mar, foi condenado a 120 anos de prisão em júri popular na madrugada desta quinta-feira (14), no 1º Tribunal de Justiça do Rio.

As acusações eram de que ele liderou umaguerra de facções em 2002, no presídio de segurança máxima Bangu I, no Complexo de Gericinó, na Zona Oeste do Rio de Janeiro. Na ocasião quatro pessoas foram assassinadas. Condenado anteriormente a quase 200 anos de prisão, Beira-Mar agora acumula uma pena que chega a quase 320 anos de cárcere.

Beira-Mar foi condenado por quatro homicídios duplamente qualificados, por motivo torpe e sem dar chance de defesa à vítimas. Os mortos na rebelião foram: Ernaldo Pinto Medeiros (Uê), Carlos Alberto da Costa (Robertinho do Adeus), Wanderlei Soares (Orelha) e Elpídio Rodrigues Sabino (Pidi), que eram detentos do Bangu I. Cada crime acrescentou 30 anos à pena final.

A sentença foi dada pelo juiz Fábio Uchoa, mas o advogado de defesa do traficante, Maurício Neville, afirmou que vai recorrer da decisão para realizar um novo julgamento. O então réu declarou inocência durante todo o julgamento. “Eu cometi vários crimes. Nesse, eu sou inocente”, disse.

Outras penas

Beira-Mar está preso desde 2002. Ele já ficou no presídio de Catanduvas, no Paraná, mas desde 2012 se encontra no presídio federal de Porto Velho, em Rondônia, para onde deveria ser encaminhado após o julgamento.

Além da pena recebida na madrugada desta quinta (14), ele já foi condenado em diversos estados no país: no Paraná foram 29 anos e 8 mesesde prisão, no Mato Grosso recebeu uma pena de 15 anos, e em Minas Gerais 11 anos. Em 2013, Beira-Mar também foi condenado a mais 80 anos de prisão, pelos crimes de homicídio e tentativa de homicídio.

Diário do Nordeste

Assunto Relacionado

Comente